MENSAGEM A CATEGORIA (II) OCASO

29/08/2022 29/08/2022 14:15 320 visualizações

Temos divergências dificultosas em nosso meio devido as diversas e antigas correntes, múltiplas entidades representativas, antigas magoas, rancores e ódios decanos. 

Ora, se temos divergências até dentro de nossa própria família, não as teríamos em uma classe laboral!? Cada mente, um pensamento! Somos uma categoria de vanguarda, que exerce faculdade discricionária a quase todo momento por dever oficio, voluntariosa por ter opinião, daí origem de tantos debates. No entanto, superaremos essa dificuldade com união na ação, na pratica precedendo o discurso, na convergência de interesses maiores da categoria.

Se quisermos resultados diferentes, deveremos agir diferentemente.

Há alguém dentre nós, seja contrário a aumento salarial, plano de saúde, melhores condições de trabalho, aposentadoria digna??  Então, qual a causa de tanta mesquinharia, intriga, ciumeira, divergência, acusações, desentendimento, às vezes até mesmo por simples questões de encaminhamento de nossas reivindicações??

O Executivo, via de regra, tem deixado que resolvamos nossas infindáveis divergências e discórdias para que possa tentar fazer alguma coisa e não devemos critica-lo por isso pois quem quer se meter em uma confusão dessa? Pasmem-se, presenciamos por pelo menos duas vezes colegas trabalharem contra aumento de nossos vencimentos somente pelo fato que não estava sendo tentado por sua agremiação, corrente ou grupo. A nossa união, jurídica ou não, fará possível e viável a consecução dos nossos objetivos maiores. Para isso é imprescindível dentre nós, mais desprendimento, grandeza de espirito, generosidade, altruísmo, abnegação, e por que não, mais foco e inteligência? Quanto mais fechamos as mãos, mais se nos escapam dentre os dedos, sabe-se.

Acima de tudo, tenham a mais alta desconfiança com quem pregar a divisão, discórdia, a dissensão, analisem, vejam o que está por trás dessas intenções, quais são os objetivos?? Com certeza, vocês descobrirão!

QUE DEVE ESPERAR A CLASSE FISCAL TOCANTINENSE DORAVANTE?

Em verdade, nada!

JÁ ESPERAMOS DEMAIS, vamos fazer juntos, ombrear nossas dificuldades, aspirações e desejos, chega de esperar! Não há um “Messias”, salvador da pátria, gênio da lâmpada encantada, que vá resolver todos os nossos problemas e se já houve algum, era falso!

É do conhecimento de todos o prejuízo que o divisionismo, carreirismo, personalismo e tantos outros “ismos” já causaram em nossa classe, com parte de culpa devido a nós mesmos, por omissão, comodismo, inércia!! 

Dentre os males causados pela divergência classista, um se avulta sobre os demais: A falta de um plano de saúde digno para uma categoria operosa, já envelhecida, pelos anos de labor, urgência urgentíssima. Discurso pari passu com a ação: https://asfeto.com.br/plano-de-saude-carta-aos-auditores/ 2013. Já tentamos antes, mas número de associados era insuficiente, somente com a união da categoria poderemos fazer possível esse objetivo.

Ainda, pela ordem, temos o recebimento dos passivos trabalhistas, mudança de referência salarial, após, incorporação do Redaf, dentre outros ainda em estudo. Atividades de lazer e entretenimento também serão objetos de atenção, atividade fim de qualquer associação.

Se cada um cumprir o seu papel poderemos fazer um Novo Fim ou um Novo Alvorecer, como queiram, pois os dois se completam em sucessão infinda.

A Asfeto fará a sua parte.  

Era o que tínhamos a dizer.

Abraços a todos!!

Escrito por Caio França de Oliveira