TEMPO NOVO, NOVAS IDEIAS!

11/08/2022 11/08/2022 13:35 221 visualizações

Tanto nossa vida física, quanto a social, é feita por sucessões de ciclos e a Asfeto encerra com galhardia mais um.

É inevitável que não nos venha à mente, todas as atribulações iniciais de nosso trabalho…: as viagens em locais de difíceis acessos, a falta de equipamento para o trabalho, de segurança, as ameaças de fomos vítimas, acomodações sofríveis, alimentação e água, etc

Os líderes de antanho sustentaram, deram o tom e a direção da luta. Somos gratos a todos eles, tantos que não os nominaremos aqui.

Mas tenho especial apreço pelos fundadores da Asfeto (01-12-2011) época decisiva para o nosso futuro e de nossos filhos, pois estava em causa maior, o reconhecimento de nossos direitos como categoria, que a inanição oficiosa de quem por direito e dever, deveria cumprir as obrigações que o cargo representativo exige, não cumpriu sua tarefa, seja por falta de capacidade técnica muitas vezes, outras, mesmo por incompetência de quem se dizia “legítimos representantes da categoria”. Irônico, não fosse demasiadamente trágico!

Dessa maneira fica registrada nossa profunda gratidão ao colega Rander Alves de Oliveira, Hamilton Lemos, Arnaldo Pessoa, Alfredo Zagallo, João Abadio, Elisangela Maria de Sousa, Solon Bezerra de Lima, Joelma Dias Batista, e demais associados que mesmo não tendo sido nomeados, contam com supremo apreço e consideração por nossa parte.

Fica registrado também nosso agradecimento ao presidente Wanderley Nunes Noleto, que chamado para assumir responsabilidades frente a entidade, cumpriu com denodo e eficiência a sua parte.

Por último, mas mais importante, aos associados que empunharam conosco a bandeira da verdade sobre nossos direitos trabalhistas que estavam sendo criminosamente postergados. Sobretudo não podemos esquecer, os associados da Asfeto são a vanguarda do fisco tocantinense, escol de nossa categoria!

OS PRINCÍPIOS BASILARES ORIENTADORES DA ASFETO,

I-)  Honestidade, 

Qualidade sine qua non em qualquer atividade que se faça: A HONESTIDADE, que muito além da financeira, refere-se também à sinceridade, veracidade e seriedade. Temos um interessante texto na capa de nosso site, excerto da lavra do colega Isaque Cairo, “Os Aimarás é um povo autóctone estabelecido no sul do Peru, Bolívia, Chile e Argentina desde a era pré-colombiana, este povo visto como atrasado por boa parte de nossa “civilização”  têm como princípios : NÃO MENTIR, NÃO ROUBAR, NÃO TER MEDO !” https://asfeto.com.br/aos-irmaos-do-norte/

Precisa se dizer mais alguma coisa!?

Parcimônia e contenção na lida com recursos públicos, mais ainda, com dinheiro de colegas de luta, resultado de suor através de dura labuta, noites insones e mal dormidas, haverão de ser tratados com respeito e deferência de nossa parte. Festas, churrascos, bebidas, brindes e turismos (entre outros menos dignos) com esses recursos??  Jamais!!  E, a

II-) Direção Colegiada,

https://asfeto.com.br/a-voo-dos-gansos-selvagens/  

No entanto em tudo que se há de fazer haverá de se ter proposito, método e objetivo:

- Proposito: O que queremos;

- Método:  A maneira com a qual faremos;

- Objetivo: O que se espera conseguir.

O método de gestão que Asfeto adota é sistema colegiado de decisão e representação, repelindo assim vícios do presidencialismo: O colega não É, ele ESTÁ presidente, qualquer um, a qualquer tempo da diretoria, por disposição estatutária,  poderá ser presidente, bastando para isso, uma nova redistribuição cargo por maioria de diretores efetivos. Por oportuno, se o presidente estará regrado por essa condição, todos os demais o estarão podendo ser convocado até suplentes para assumirem. Adequações e atualizações estatutárias serão inseridas e votadas juntamente com as próximas eleições dispostas no site oficial entidade.    

A responsabilidade é de todos, tanto no fracasso como o sucesso, procurando evitar as conspirações pessoais tão comuns nesse meio. Traduzindo: formamos uma força tarefa classista que tem fulcro nos resultados!

No próximo texto reafirmaremos os objetivos a serem alcançados!

À luta, portanto!